terça-feira, 22 de junho de 2010

Poeira das Estrelas - Parte 01/12



O COMEÇO DE TUDO


Pelos quatro cantos do mundo, todas as culturas já tentaram, de alguma forma, explicar o início de tudo: a origem do Universo. Todos já se fizeram "a grande pergunta": De onde viemos?


A vontade de saber quem somos, de conhecer nossa origem, a origem do mundo, nasceu quando o primeiro homem olhou para o céu e se viu só, à mercê de uma natureza que tanto cria quanto destrói. Essa curiosidade hoje está mais viva do que nunca, alimentando a imaginação dos cientistas que tentam desvendar nossas origens.


O sítio arqueológico de Stonehenge, no interior da Inglaterra, guarda um conjunto de pedras de até 40 toneladas cada uma, dispostas em forma de círculo. A construção de Stonehenge foi um feito extraordinário para o ser humano. O lugar é um dos grandes mistérios da humanidade.


As pedras foram postas no local há mais de 3 mil anos, ninguém sabe exatamente por quem.

Também não se sabe como elas foram levadas e arranjadas de tal forma. A teoria mais aceita é de que foram os celtas. Os druidas, sacerdotes dos celtas, tinham adoração pelo Sol. Eles sabiam que a vida dependia dele. Sabiam também que o movimento do Sol pelos céus determinava a época da colheita, a época do plantio, a chegada das chuvas e a chegada do inverno.


Tudo indica que o monumento de Stonehenge era um gigantesco instrumento astronômico, um calendário, que ajudava os celtas a marcar o percurso do Sol ao longo do ano. Tanto é que, no dia 21 de junho, o Sol nasce exatamente sobre a pedra principal quando se olha de dentro do círculo. No Hemisfério Norte, 21 de junho é o solstício de verão, o dia mais longo do ano, em que o Sol aparece mais alto no céu.


Também se acredita que os druidas celtas que viveram na região, milhares de anos atrás, usavam o monumento como palco de celebrações pagãs. Até hoje, todo dia 21 de junho, muitas pessoas fantasiadas de druidas aparecem por lá para festejar -- nem sempre de forma pacífica.


Os druidas de Stonehenge -- os do passado -- também se perguntavam como surgiu o mundo.

Também se fizeram "a grande pergunta". E encontraram a explicação deles para a origem do Universo.


Os druidas acreditavam que o mundo foi criado por deuses, e que será destruído por eles também. Esse é o tipo mais comum de mito da Criação. Esse tipo de crença é familiar para nós, do mundo ocidental. A tradição judaico-cristã dá a mesma explicação no Gênesis, o primeiro livro do Antigo Testamento. Existem outras culturas que acreditam que o mundo foi criado por vários deuses, como os babilônios e os egípcios.


Mas também há quem acredite que ninguém criou o mundo: o Universo teria vindo do nada. Essa é a crença de duas culturas bem diferentes e distantes entre si: os índios ianomâmi, do Brasil, e os maori, da Nova Zelândia.


E existem ainda aqueles que acreditam que o Universo surgiu espontaneamente, sem a ação de um deus ou deuses. Segundo esse mito, o mundo veio do caos. A ordem, acredite ou não, pode nascer do caos. Essa é a crença do taoísmo, uma religião de origem chinesa.


Um deus ou muitos deuses, nenhum deus ou o caos criador. Todos esses mitos têm uma coisa em comum: o Universo surgiu em algum instante no passado. E foi nesse instante que nasceu o tempo. O relógio começou a bater ali, naquele momento. O Universo ou Cosmo teria, portanto, uma data de aniversário.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...