quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

A maioria de nós...



A maioria de nós, num momento ou outro, já sofreu por amor.

Tivemos nossos corações partidos, ou ficamos dependentes do amor, ou simplesmente não fomos capazes de senti-lo.

Mas não importa o que admitamos para nós mesmos, não importa como nossos corações tenham endurecido algumas vezes, não podemos fugir da verdade – precisamos receber amor e precisamos dar amor.

Ou, como escreveu o poeta D.H. Lawrence: “Em cada coisa viva existe o desejo por amor”.

A Kabbalah nos fornece ensinamentos importantes e belos sobre o amor:

1. A capacidade de amar e a qualidade do nosso amor é uma dádiva de Deus.

2. Quanto mais usamos o nosso amor positivamente, compartilhando, mais amor recebemos para compartilhar. Por outro lado, se usamos nosso amor de forma negativa, para manipular ou punir, nossa capacidade de amar diminui.

Se você entender e praticar esses ensinamentos, não só aumentará a quantidade e a qualidade do amor que possui em sua vida, como também a quantidade de amor revelada no mundo.

Influenciamos os canais do amor, à medida que eles se abrem e fecham para o mundo.

Quando não amamos, ou se usamos nosso amor de forma egoísta, estamos sacando do amor que se encontra disponível no mundo.

Nossas ações acontecem nesse mundo físico e seus efeitos permeiam os mundos espirituais.

Quando uma ação reverbera através dos Mundos Superiores, sua ressonância se torna cada vez mais forte.

Como o “efeito borboleta”, um ato aparentemente simples de compartilhar pode criar uma tremenda quantidade de Luz.

Infelizmente, porque nossos sentidos estão limitados à dimensão física, subestimamos amplamente o efeito dessas ações aparentemente menores.

Nosso poder é muito maior do que nos permitimos acreditar, e o efeito das nossas ações positivas é muito maior do que jamais poderíamos imaginar.

Uma coisa é certa sobre o mundo atual: não existe suficiente amor sendo compartilhado pelas pessoas, e todos nós precisamos nos conscientizar e reconhecer que somos responsáveis por isso.


Yehuda Berg
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...