quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Os Anjos / Ao encontro dos Deuses




Os anjos, presenças divinas intrínsecas a cada forma e a cada processo, representam um caminho para o conhecimento das leis cósmicas que regem o homem, enquanto microcosmo, e o universo, enquanto macrocosmo.

E estudo da Angelologia e os exercícios de contato com as inteligências angélicas enriquecem e alegram paulatinamente a nossa existência, desenvolvem nosso autoconhecimento, conduzem à compreensão das leis naturais e encaminham para a senda de amor-sabedoria.

Os contatos com os anjos são chamados angelofanias e ocorrem com todas as pessoas, o tempo todo. Mas como só se enxerga o que se conhece, só se entende a linguagem que se aprende, a imensa maioria dos seres humanos sequer se apercebe dos frequentíssimos sinais angélicos.

Os anjos nos assistem e sujerem continuadamente vias mais seguras e iluminadas através de clarividências, clariaudiências, precepção de aromas, quadros e vivências oníricas e, principalmente, através das sincronicidades. Este último tipo de fenômeno é mal interpretado ou ignorado pelo homem comum, que erroneamente o denomina de coincidência. Esta não existe, assim como não existem as injustiças. Tão somente há a lei cósmica de causa e efeito. Toda vez que infringimos uma lei natural, consequentemente gerando um estímulo destrutivo, aprenderemos inevitavelmente, através da resposta cósmica, que devemos ser construtivos. O universo funciona como uma grande câmara de eco.

Enxergar o cosmo sob o prima da angelológico é maravilhar-se com a perfeição da sinfonia divina, na qual os anjos são os músicos à espera que os ouçamos.

Texto de Prof. Dr. Eduardo Cunha Farias
Prefácio do Livro A Hierarquia, os Anjos Solares e a Humanidade
de Vicente Béltran Anglada
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...