segunda-feira, 2 de maio de 2011

Poema "Eu sou árvore inteira"



"Eu sou flôr, desabrochada, bela
Mas não apenas isso...
Eu sou também semente de tudo que quero vir a ser.
E sou folha, a vida me nutre e eu me dou oxigênio pras lutas, combates, contendas, construções.
Eu sou caule, na minha seiva corre pai, mãe, avós.
E sou galho, mãos tentando alcançar o céu.
Eu sou árvore inteira, memória, sombra, madeira, banco pra alguém sentar...
Minhas raízes são profundas...
E dou frutos: Clara, Arthur e quem mais vier...
E se as flores por ventura ou desventura, caírem, espero primavera nova chegar."


Viviane Fernanda Santos Oliveira
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...