sexta-feira, 2 de setembro de 2011

As tres Estrelas



O tema das Três Estrelas constitui a essência filosófica da Aura-Soma, o núcleo central do sistema. Considero-o de real importância na medida em que, através deste conhecimento, podemos ter acesso a todos os nossos potenciais criativos que são a expressão mais autêntica de nossa alma. Ao entrarmos conscientemente em sintonia com as qualidades irradiantes de nossa natureza fundamental e também a expressarmos, podemos obter as respostas àquelas três clássicas perguntas que fazemos quando chegamos a determinado ponto no caminho do autodesenvolvimento: 


"Quem sou eu? De onde vim? Para onde vou?" 


Como resultado deste esclarecimento interno podemos contribuir de forma mais eficaz para o desenvolvimento e consequente evolução pessoal e do Planeta.


A Estrela da Terra

Todos nós possuímos, localizadas em nossos corpos sutis, o que se pode denominar de "Três Estrelas": 




  •   a Estrela da Alma, localizada na região do 8ª chacra, 10 a 20 centímetros acima da cabeça; 
  •   a Estrela da Encarnação, situada na região entre o 2º e o 3º chacras, e 
  •   a Estrela da Terra, localizada 10 a 20 centímetros abaixo dos pés, no chacra da terra. 



Estas estrelas contêm os registros passados, presentes e futuros de todos os seres que fomos, somos e seremos como consciências planetárias e terrestres.

A Estrela da Terra contém o registro de tudo o que vivenciamos e experimentamos por meio de uma consciência terrestre. Ela encerra o nosso destino na Terra para esta vida atual. Isto representa o que viemos cumprir e aperfeiçoar no contexto do carma e darma que geramos durante toda a nossa existência aqui neste planeta.

O primeiro passo rumo ao desenvolvimento de nós mesmos é através do contato com a energia vermelha. A consciência deve fixar-se na Terra, neste planeta que escolhemos encarnar e que também se estrutura, basicamente, através de uma consciência nuclear e de um corpo de luz e que deseja evoluir e tornar-se ele mesmo, uma estrela. Ao aprofundarmos a experiência na energia vermelha ativamos esta Estrela de forma a nos desenvolvermos e adquirirmos sabedoria no plano da Terra.

A energia vermelha está associada, principalmente, a questões de sobrevivência. É a energia que nos mantém vivos no sentido da preservação da própria vida, que impulsiona a perpetuação da espécie e que também está associada à paixão e à agressividade. Na medida em que nos aprofundamos na experiência terrena temos a oportunidade de elevarmo-nos um pouco acima, pelo despertar da energia rosa, que é o vermelho que, paulatinamente, vai se iluminando e tornando-se sutil. Esta energia traz a consciência do amor mais terno, delicado e desinteressado e a motivação elevada e altruísta, e não tão egoísta e autocentrada como a da energia vermelha, já que as questões de sobrevivência vão deixando de ocupar o primeiro plano.

Nesse processo de ancoração da consciência na terra permitimos que a energia rosa gradualmente se eleve e toque a Estrela da Encarnação e, então, o nosso destino começa a desenvolver-se permeado igualmente pela informação que começa a ser acessada da Estrela da Alma.



A Estrela da Encarnação

A Estrela da Encarnação é descrita como um resplandecente diamante situado no centro do nosso ser, na região dourada, onde a aura verdadeira é abrigada. A aura verdadeira é um campo de energia que envolve a célula primordial e que surge a partir de nossa concepção. No exato momento em que ocorre a fecundação do espermatozóide de nosso pai com o óvulo de nossa mãe, houve uma explosão de energia e nossa consciência foi atraída por uma Mandala constituída por uma estrela amarela de cinco pontas posta sobre um fundo azul. Este evento abriu caminho para a luz da Estrela da Encarnação. O azul e o amarelo da Mandala da Concepção combinam-se para dar origem ao rosa, energia sobre a qual se assenta a base filosófica da Aura-Soma.


A Estrela da Encarnação é preenchida pelas cores da aura verdadeira, que é a cor do raio da alma, e pela cor do raio da personalidade, que é formada a partir da combinação da linhagem genética de nossos pais. A combinação de ambas as cores revela a nossa potencial missão.

Há um holograma abrigado no meio desta Estrela que contém a informação de toda a nossa vida planetária e universal e de todos os seres que um dia fomos, somos e seremos. A informação nele contida só pode ser ativada por meio da energia magenta, que começa a fluir a partir do oitavo chacra, onde se localiza a Estrela da Alma. Este holograma, então, contém os registros akásicos da própria Estrela da Alma, que podem ser acessados a partir da Estrela da Encarnação, quando a energia magenta começa a fluir e se funde com a energia rosa e dourada desta Estrela.

A região onde está situada - entre o 2º e o 3º chacra, três dedos acima do umbigo, três dedos para dentro - é a área Dourada. A energia dourada representa a sabedoria que adquirimos ao longo da existência, o nosso verdadeiro Eu, o "ouro" que trouxemos e que viemos compartilhar. Podemos experimentar a serenidade e o equilíbrio a partir da sintonia com o âmago da consciência por meio da respiração consciente, levando o prana até esta área dourada. Para que esta Estrela seja ativada é necessário que resgatemos o amor incondicional por nós mesmos, que é o amor que independe de reconhecimento externo para ser sentido e exercitado, a principal ferramenta de que podemos lançar mão para liberarmo-nos do mecanismo de dependência de coisas externas para condicionar o nosso bem-estar interno. Neste processo de cultivar o amor interno e compartilhá-lo com o semelhante, começamos a ativar a Estrela da Encarnação e a acessar toda a sabedoria da alma contida nesta Estrela.

A energia do amor é a única energia motivadora da alma. Sem amor não há como contatarmos nossa verdadeira essência e sem entrarmos em contato com a alma, não podemos nos sintonizar com nosso verdadeiro propósito, isto é, aquele que está em sintonia com a própria alma.

Na medida em que esta Estrela é ativada a energia rosa sobe mais um pouco acionando a Esmeralda do Coração. Ao ativarmos a energia verde-esmeralda do chacra cardíaco, a sincronicidade pode começar a operar em nossas vidas e aquela sensação de estar no lugar certo, no momento certo e com as pessoas certas começa a se tornar realidade. Começamos a perceber que não há necessidade de fazermos qualquer esforço para obtermos o que desejamos, pois estamos no caminho certo, em sintonia com a nossa verdade. A permanência na consciência da unidade e beleza do coração somente ocorre quando passamos pela Estrela da Encarnação, como resultado do processo de individuação. No desabrochar deste processo começamos a permanecer mais neste espaço e compreender qual a nossa missão e a forma de desenvolvê-la.

A Estrela da Alma


A Estrela da Alma localiza-se acima de nossa cabeça, na região magenta ou 8º chacra. Na medida em que ativamos esta Estrela podemos ter acesso àquelas informações de todas as nossas existências nos mais diversos planetas, sistemas solares e galáxias, assim como acessarmos o potencial do ser plenamente realizado que viremos a ser. É o que se denomina de consciência monádica.

Ao ativarmos a Estrela da Alma e a energia magenta começamos a expressar o amor incondicional concreta e criativamente, e assim ativamos a energia turquesa através do chacra Ananda Khanda ou 4 1/2 chacra, localizado do lado direito do peito um pouco acima do chacra cardíaco. Este aspecto da consciência se traduz como a expressão criativa do coração ou do lado sentimental do ser e está associado ao processo de individuação, aquela etapa evolutiva da vida em que começamos a nos perguntar: "Quem Sou?" A energia turquesa está associada à inteligência emocional e a uma comunicação mais ampla que fala não só à mente mas aos sentimentos e à alma.

É a comunicação da sabedoria do espírito em sintonia com a sabedoria da alma, trazendo paz à comunicação interna. Neste momento passamos a ouvir e a comunicar a voz de nossa consciência superior acessada por meio da intuição. Tal energia também se relaciona com a disseminação da comunicação a exemplo da mídia e da internet e à tecnologia e ao uso dos cristais enquanto captadores, transformadores e doadores de energia. Esta é a cor da Nova Era, já que é a Era da Comunicação e também é a energia brincalhona e criativa dos golfinhos.

As Três Estrelas surgem simultaneamente no momento da concepção e as Estrelas da Alma e da Terra dão suporte ao desenvolvimento da Estrela da Encarnação. A energia amorosa estará sempre presente em todas as etapas de desenvolvimento da consciência, desde a ativação da Estrela da Terra, passando pela Estrela da Encarnação, Esmeralda do Coração, Ananda Khanda e finalmente a Estrela da Alma.

A consciência magenta é a consciência do amor divino e o amor colocado nas pequenas coisas do dia-a-dia. Também simboliza o desejo pela perfeição e harmonia. Na medida em que ativamos esta energia, ativamos mais ainda a Estrela da Encarnação e a Estrela da Terra, de forma que as três consciências ali contidas tornam-se uma só. Assim, as missões que desempenhamos como seres humanos, almas e mônadas também se harmonizam e se fundem o que significa que, neste estágio, nos tornamos seres plenamente realizados e passamos a funcionar como verdadeiros focos de consciência individualizada. Verdadeiros sóis radiantes e doadores de amor e sabedoria. Nesta fase temos a real possibilidade de sabermos quem somos, de onde viemos e para onde vamos, uma vez terminado o "estágio" na consciência deste plano de terceira dimensão.

No contexto de uma leitura de Aura-Soma pode-se considerar o potencial da Estrela da Encarnação através da análise da cor que aparece na porção inferior do primeiro frasco, a Estrela da Terra na parte superior do mesmo frasco e o potencial de expressão da Estrela da Alma como resultado da mistura das cores da porção superior e inferior do primeiro frasco.

O que a Aura-Soma pode oferecer de mais fantástico é a possibilidade da disseminação da luz.

Vocês já devem ter uma noção de que estamos todos conectados através de verdadeiras redes ou teias de energia. Isto significa que criamos laços energéticos com todos aqueles seres com os quais nos relacionamos (inclusive negativamente). Quando estamos trabalhando nossos campos energéticos - sede de todos os desequilíbrios que possamos ter - com os instrumentos que a Aura-Soma utiliza como matéria-prima, isto é, as ervas e plantas medicinais, essências das árvores, flores, cristais e gemas preciosas, óleos essenciais e energias dos reinos da cor e da luz, também estamos contribuindo para a evolução de todos aqueles que estão ligados a nós. Eles podem ser beneficiados através da ressonância energética, na medida em que as energias com as quais estamos trabalhando entram em sintonia com aquelas que precisam equilibrar. Isto significa que quando apenas uma pessoa está em processo terapêutico com os produtos essenciais e sutis da Aura-Soma, ela pode estar beneficiando um sem número de pessoas que estão ligadas a ela e que precisam de determinada energia para o seu bem-estar e equilíbrio.

Já pude constatar na prática a realidade desta afirmação, tanto em relação a pessoas a mim relacionadas - que energeticamente estavam sendo beneficiadas indiretamente pelo fato de eu estar usando os produtos em mim mesma - como o efeito da ressonância em mim de um óleo balanceado que uma pessoa a mim ligada estava usando. E tenho que lhes dizer de novo, isto é fantástico. Como uma amiga minha comentou após lhe ter contado este benefício, é uma terapia muito generosa... E não poderia ser diferente, tendo em vista que em todos os produtos da Aura-Soma a energia rosa, isto é, a do amor, está presente.
Estes elementos dos reinos mineral, vegetal e humano se combinam de muitas maneiras de forma a criar entre si verdadeiras chaves ou códigos de luz que ao entrar em ressonância com nossos corpos sutis liberam informações que os ajudam a "limpá-los" e a desbloqueá-los permitindo a passagem da luz. Tais códigos de energia também ajudam na liberação das informações contidas em nosso código genético ou DNA, propiciando que as 12 hélices das fitas do DNA possam ser ativadas de forma a proporcionar saltos quânticos em nossa consciência. Assim, nossa linhagem estelar pode começar a ser acessada e ativada de forma a alinhar nossos corpos de luz e a contribuir para que a vida planetária como um todo possa ascender. 


Fonte: Daniele Alvim 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...