quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Como aumentar sua autoestima?


Existe uma resposta pronta para definir autoestima? Sempre me pergunto se autoestima é estar se sentindo bonita, se é ter tudo que sonhamos, se é apenas um estado de espírito leve ou se é a soma de tudo isso? O que fazer para ter uma autoestima equilibrada e duradoura?

Resposta: autoestima é tudo que você descreveu e um pouquinho mais! autoestima é ter consciência de seu valor pessoal, acreditar, respeitar e confiar em si. É ter a certeza de ser merecedor, digno de ser feliz e ser amado, principalmente, por si mesmo. A autoestima juntamente com o amor próprio é a base para o ser humano.

Características da baixa autoestima: insegurança, sensação de inadequação, incertezas e dúvidas constantes, necessidade de aprovação elevada de terceiros, decorrentes, em geral de processos de perda, abandono, rejeição e críticas.

Manter nossa autoestima é uma tarefa para toda vida. Muitas situações externas e/ou sentimentos internos podem fazer com que ela oscile.

Não há receita para manter a autoestima em equilíbrio, o que é necessário é autoconhecimento, esse sim faz toda a diferença. 

Eleve sua autoestima!

Seja positivo(a)!

Evite todo e qualquer pensamento negativo, cada vez que identificar um pensamento negativo substitua imediatamente por um positivo. Somente uma postura positiva e otimista é capaz de trazer bem-estar físico e mental.

Acolha, entenda e trabalhe suas Sombras, pois elas ofuscam a sua Luz!

Reconheça seu lado Sombra: ruim e negativo, e faça uma análise do que deseja mudar em você e na sua vida e procure melhorar. Comece mudando sua maneira de se tratar, sendo mais amorosa com você, como seria com alguém que ama.

Evite as comparações, pois somos Seres Únicos, cada um é um. Ficar se comparando com quem quer que seja não o fará se sentir melhor, pois as pessoas são diferentes, possuem necessidades, desejos e históricos de vidas diferentes.

Reconheça seu valor! Perceba que seu valor enquanto pessoa não pode e nem deve ser baseado na maneira como foi tratada, ainda que isso tenha durado toda sua vida. Não permita mais ser desrespeitado(a) ou maltratado(a)a, seja por quem for.

Não espere que os outros mudem para ser mais feliz. A mais importante mudança é aquela que acontece dentro de você!

Enfrente o medo! É importante lidar e enfrentar o medo que as pessoas ou situações provocam e compreender que a percepção de si mesmo(a) está baseada na consequência de fatos que já passaram. Você não pode mudar seu passado, mas pode mudar seu presente, e, assim mudará o futuro!

Evite relacionamentos negativos e/ou pessoas críticas! Receber críticas negativas é pior do que não receber qualquer atenção. Se você convive com alguém que sempre te faz se sentir sem valor algum, afaste-se dessa pessoa.

Identifique suas necessidades!

O que você espera receber dos outros pode ser aquilo que não recebeu quando criança de seus pais. Não espere receber dos outros o que só você mesmo pode se dar. Seja responsável por suas próprias necessidades.

Aprenda com os erros! E com a experiência passada, mas não fique se punindo por ter errado, nem lamentando e muito menos se acomode nas situações. Mude o que deseja!

Valorize sempre suas conquistas e celebre cada uma delas! Pare de supervalorizar o que o outro tem ou faz e desvalorizar as próprias conquistas.

Invista em você! Faça uma lista de coisas boas que pode fazer por você! E faça todo dia uma delas. Pode ser coisas simples como dançar, ler, descansar, ouvir música, caminhar, meditar...

Mantenha contato com a natureza tanto quanto possível: ande descalça na terra ou na areia para repor as energias.

Escreva um diário e desabafe tudo nas páginas em branco. Isso ajuda a organizar a mente.

Aprenda a aceitar elogios! E também se faça muitos!

Busque seus sonhos! Pense onde os deixou e vá em busca deles. A cada vitória a sua autoconfiança cresce e se fortalece.

Respeite seus limites: aprenda a dizer não sem culpas!

Não queira mudar as pessoas, mas você pode mudar sua reação diante do que te fazem: As situações não são nada, nossa atitude diante delas é tudo.

Seja flexível! A rigidez é boa na pedra, não no homem, a ele cabe firmeza, o que é muito diferente.

Respeite sempre seus sentimentos: seja coerente entre o que pensa, sente e age.

Se não está contente com seu corpo, mude alguns hábitos, pois se fizer tudo como sempre fez obterá os mesmos resultados.

Identifique suas qualidades e não só os defeitos. Pare de se criticar!

Não se culpe: não julgue situações passadas com valores do presente. Perdoe-se!

Ouça a intuição, pois aumenta a autoconfiança.

Mantenha o diálogo interno, ou seja, converse muito consigo mesma.

Acredite que merece ser amado(a) e que é uma pessoa especial.

Ame-se muito!

Faça terapia. O autoconhecimento obtido através desse processo poderá fazer com que reconheça seus reais valores e liberte-se do complexo de inferioridade que o(a) acorrenta e aprisiona.

E acredite acima de tudo em você, isso faz toda a diferença!

Comece tudo isso agora, hoje!

Boa caminhada!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...