domingo, 6 de novembro de 2011

Os Golfinhos: Sistema de Sonar


Provavelmente todos já ouviram falar dos golfinhos. Que eles são mamíferos adoráveis, brincalhões, excelentes nadadores, companheiros – vivem sempre em grupos e com uma admirável inteligência. Todas essas são algumas das características apresentadas por esses animais marinhos. Mas, e sobre o sistema de sonar dos golfinhos … você já ouviu falar? Acho que não. Pouco ou nada se falam sobre isso, portanto, atentem-se aos detalhes que se seguem; tenho certeza que mais uma vez irá se surpreender.

Sonar é uma técnica que utiliza som para se comunicar ou detectar embarcações. A marinha dos Estados Unidos possui um excelente sistema de sonar; entretanto, este sistema não chega, nem sequer um pouquinho, próximo da perfeição apresentada pelo sistema de sonar dos golfinhos. A precisão deste sistema dos golfinhos é tão incrível que eles podem detectar um peixe, por menor que seja, que esteja até 70 metros de distância dele. Esse sistema de sonar é composto por uma lente sonora que focaliza em feixe as ondas de som emitidas, fazendo com que um golfinho consiga mirá-lo para qualquer direção; mecanismo, este, semelhante ao facho de uma lanterna.

Para a lente sonora funcionar, diferentes susbtâncias gordurosas, chamadas de lipídios, curvam as ondas de ultra-som que passam por entre elas de maneiras diferentes. Para focar os ecos sonoros que voltam para o golfinho esses lipídios precisam estar na ordem e sequência exatas! Sendo assim, o golfinho consegue localizar o peixe, não importando o seu tamanho.

As gorduras que compõem o sistema de sonar dos golfinhos não se assemelham a nenhuma outra. Possuem características próprias, exatas e matemáticamente projetadas.

“Observando as obras admiráveis que mostram planejamento neste mundo, acredito que qualquer pessoa intelectualmente honesta deva concluir que elas foram realizadas por um grande Planejador.”

Jonathan D. Sarfati
Blog Detalhes da Criação
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...