sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Um Campo de Estrelas de Natal


O Campo se transmudou tão de repente,
Quando se anunciava o nascimento de Jesus.
As orquídeas não pareciam flores; tão fulgentes,
Pareciam estrelas de magnífica e estranha luz!

Se preparavam para a chegada do menino,
Se extasiavam de amor, perfume e emoção,
Ficou tão lindo o campo, e o esplendor divino,
Parecia ter colocado, em cada flor, um coração.

Não se sabia se era o palpitar ou o refulgir,
Que balançava sobre as hastes delicadas,
Não eram flores que nos vinham seduzir,
Brilhando e palpitando à beira das estradas.

Como um tapete de jóias fulgurantes,
Essas orquídeas se acenderam em grande luz!
E só voltaram a ser flores, como antes,
Para enfeitarem a manjedoura de Jesus.

Mírian Warttusch
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...