quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Meditação: Simples + mente... meditar!


Para quem já pratica ou praticou meditação, sabe que é algo impossível de definir.

Meditação é um estado de ser, um estado de consciência alerta, uma experiência de estar em si, estar consigo, algo muito pessoal. 

Portanto, a melhor forma de conhecer a meditação é vivenciando-a, praticando-a.  

As técnicas e práticas de meditação são muitas e partem de vários credos, técnicas e filosofias. 

A maioria destas inúmeras técnicas são de escolas orientais, milenares, que chegaram ao ocidente adaptadas e formatadas para os tempos atuais. Mas entenda que são técnicas para alcançar o estado meditativo que é natural

Um homem sem estresse, presente, desperto, alerta, atento, aberto é um ser meditativo.

E o que cada técnica propõe é que um dia este estado esteja instalado 24 horas por dia. Neste momento, o estado de gratidão acontece e; tudo o que acontece a sua volta estará sendo percebido e recebido para poder ser vivido, transformado, otimizado, resolvido.

Assim, a "explicação" ou abordagem de cada técnica costuma ser algo mental, intelectual. Que considero importante para fazer escolhas (qual técnica me atrai), encontrar a motivação, o entusiasmo. Para nós ocidentais, esta parte é primordial, pois nos dá as bases para este iniciar, este difícil e adiado resgate do estado meditativo, do estar consigo, do observar os pensamentos e padrões.

Já os benefícios e resultados são algo 100% vivencial. E cada dia é um dia, cada técnica uma camada a ser lapidada, cada mestre um mero facilitador. E, estes benefícios são o propósito, a essência da meditação: 
  • alinhar, 
  • harmonizar os corpos, 
  • harmonizar os chacras (centros de energia), 
  • encontrar a mente neutra, que percebe, que cria, que sintoniza a paz e a serenidade. 

Somente nesta mente neutra é possível o encontro com a Alma e as Forças da Criação. Segundo Espinosa, o mundo das idéias ou Deus.

Existem inúmeros textos que passam uma "idéia" do que vem a ser a meditação a partir da vivência e experiência de vários buscadores tão especiais. A pluralidade de textos é para que ninguém se prenda a qualquer fronteira e possa discernir com liberdade qual a linguagem ou caminho que mais lhe toca. Assim, todos vocês terão a possibilidade de entrar em contato com o entendimento e sentimento de todos estes "seres" e seguir sua "busca" com mais esclarecimento e novas referências.

Vocês terão também a possibilidade de desmistificar, ao longo de uma série de textos sobre a meditação, que a cura emocional/espiritual não está na eliminação dos desafios ou na chegada ao pote do ouro (um relacionamento, uma casa, uma viagem, um emprego, um filho, dinheiro, etc.). O encontro do buscador está na capacidade dele entrar em contato, através da meditação, em estados mais elevados de consciência e perceber a vida por um novo portal de entendimento.

Eu li recentemente: "A dor - as idas às nossas profundezas para realizarmos as nossas curas - faz parte dos processos de crescimento aqui na Terra, entretanto o sofrimento é uma questão de livre-arbítrio."

Outra frase fantástica que explica porque o ser humano nunca está feliz, mesmo após sua chegada no pote de ouro: “A doença é não receber o bem. A gratidão é fundamental para receber o bem”. Porque a felicidade não é fugaz, ela é eterna se somos capazes de perceber e receber o bem que a cada segundo a vida nos oferece. Seja na forma de desafio ou de colheita.

O mal é não perceber e receber o bem. 

A gratidão é fundamental para usufruir e vibrar no bem.

E a gratidão é um estado “de graça” que vem de brinde no Ser meditativo.

Por Conceição Trucom
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...