terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Poesia Infantil: Papai Noel








Na árvore que a mamãe enfeitou,
deixei um bilhetinho,
será que ele encontrou?

Estou falando do bom velhinho.

Pedi na minha cartinha,
um pacotinho de alegria,
para tirar a tristeza,
da casa do meu amiguinho.

Pedi um pacotão de amor,
porque achei mais prudente,
não sei se ele pode trazer flor.

Vou dar amor de presente.

Ficou extensa minha carta, sim...
será que terá tempo de ler,
pois somente no finalzinho,
pedi um presente para mim.

Uma boneca de pano,
aquela que nasceu por engano,
que ninguém queria fazer.

Com retalhos coloridos,
e um laço no vestido,
eu gostaria de ter.

Se Papai Noel, tiver tempo,
e conseguir me atender,
teremos um lindo dia,
com saúde e prosperidade
paz e muita alegria,
sem tristezas e sem maldade.

E o bom velhinho sorrindo,
quando estiver partindo,
sentirá no coração:

Que valeu a pena
atender minha oração.

Verá que o mundo fica lindo
sem guerras e destruição!

E para todas as pessoas,
pedi um presente especial,
que todos estejam felizes,
quando chegar o Natal.


de Silvia Cristina Martins Trevisani
Campinas (SP) Brasil







Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...