domingo, 23 de novembro de 2014

Aprendendo a conhecer sua Consciência






"Todos nós caminhamos pela vida como um pacote constituído de corpo e mente. Enquanto todos nós estamos conscientes, o nível das nossas funções da consciência (que são subjetivas) variam de pessoa para pessoa. A realidade é imensamente complexada com sistemas solares, galáxias, luas e sóis, mas também com reações químicas, partículas, bactérias e ecologia. A vida esta toda em torno de nós, grandes e pequenos. Todos nós somos uma criação e nós estamos de alguma forma vivos em uma galáxia que é aparentemente sem vida. Sua consciência é um dom, ou um pouco de sorte como você pode achar. Consciência é sua capacidade de vigília para participar na vastidão da vida, em vez de apenas ficar operando internamente, dentro de sua própria mente."

Mikey O’Connell







Abaixo têm uma guia para te ajudar a descobrir qual é seu nível de consciência. Por entender onde você está, você pode começar a fazer mudanças e se entender a motivação que existe por trás do seu pensamento. Eu encorajo todos a pegar esse guia com o coração.  E uma vez que você entenda bem sobre o nível que você está, tente operar sobre o outro level de consciência acima até que você naturalmente se adapte a ele.

É estranho eu aparecer do vazio falando sobre isso aqui, mas é que eu lendo meus antigos tópicos sobre teoria do destino e da existência eu notei que eu tratava consciência como se fosse imaginação, mas a 4 anos atrás eu não tinha muitos insumos para determinar o que eu realmente queria dizer. Aproveito pra dizer que toda essa teoria de níveis de consciência  representa a maior parte da base de todo meu pensamento em qualquer campo. Atualmente tenho deixado meus estudos na psicologia Junguiana para tirar conclusões mais individuais sobre tudo isso. Então, prosseguindo :

Por Steve Pavlina : 
(com alguns comentários meus).

No livro “Poder vs. Força” de David R. Hawkins, existe uma hierarquia dos níveis da consciência humana. É um paradigma interessante. Se você ler o livro fica muito mais fácil figurar onde você está nessa hierarquia se baseando no seu atual estilo de vida.

Do mais baixo pro mais alto, os níveis de consciência são : vergonha (shame), culpa (guilt), apatia (apathy), dor (grief), medo (fear), desejo (desire), raiva (anger), orgulho (pride), coragem (courage), neutralidade (neutrality),  complacência (willingness), aceitação (acceptance), razão (reason),  amor (love), alegria (joy), paz (peace) e iluminação (enlightenment).

Níveis de consciência são como tipos psicológicos, você normalmente fica saltando de um para outro mas normalmente existe um estado predominante (que é o estado normal) para cada um de nós. Se você ainda está aqui nesse artigo existem chances de você está na coragem pois se você estivesse em um nível menor muito provavelmente você não teria nenhum interesse consciente em crescimento pessoal.

Vamos descrever os níveis em ordem, mais focando mais entre coragem e razão já que esses são os quais você tem mais chances de estar. Os nomes são de Hawkins. A descrição de cada nível são baseadas nas descrição de Hawkins mas unidas com os pensamentos do Steve e os meus. Hawkins define a lista como uma escala logarítmica, ou seja, existem muito menos pessoas nos níveis mais altos do que nos mais baixos. Subir de um nível para outro representa uma mudança enorme na sua vida.




Os Níveis da Consciência

Vergonha (shame) - Apenas um passo acima da morte. Você está provavelmente pensando em se suicidar nesse nível. Ou então você é um serial killer. Pense nesse nível como o nível do extremo ódio pessoal. Existem certas epifanias da vida que caso você não esteja num nível muito longe desse podem fazer com que você caia diretamente para este.

Culpa (guilt) - Um passo acima da vergonha, mas ainda assim você tem pensamentos sobre se suicidar. Você pensa em si mesmo como um pecador, incapaz de se perdoar por transgressões do passado.

Apatia (apathy) - Vitimização e  ausência de esperança. O estado do desamparo aprendido. Muitos sem-teto estão presos aqui. Além de ser o estado que representa uma visão muito conveniente da sociedade quando descrita como a sociedade da vitimização.

Dor (grief) - O estado de tristeza e perda perpétua. Normalmente você cai aqui quando perde um amor. Depressão.  Só está acima da apatia pois aqui você está começando a se livrar da paralisia pesada que existe na escalada de qualquer level abaixo desce para um acima.

Medo (fear) - Vê o mundo como perigoso e inseguro. Paranoia. Normalmente você vai precisar de ajuda para sair desse nível, ou então você vai permanecer preso por bastante tempo, é como uma relação de abuso infantil, sexual.

Desejo (desire) - Não confundir com alcance ou definição de metas, esse é o nível do vício, desejo e luxúria – por dinheiro, aprovação, poder, fama, etc. Consumismo. Materialismo. Esse é o nível do fumo, da bebida e de outras drogas.

Raiva (anger) - o nível da frustração, normalmente por não ter seus desejos alcançados no nível abaixo. Esse é o nível que pode estimular você a fazer coisas relacionadas à níveis mais altos, ou então te deixar preso num estado de ódio. Numa relação de abuso você normalmente vê uma pessoa no estado da raiva com alguém no estado do medo.

Orgulho (pride) - O primeiro nível que você começa a se sentir bem, apesar de ser uma falsa sensação. É totalmente dependente de circunstâncias externas (dinheiro, prestígio, etc), ou seja: é altamente vulnerável. Esse é o estado que leva ao nacionalismo, racismo e guerras religiosas. Pense nos nazistas. Um estado totalmente irracional de negação e defesa. O fundamentalismo religioso também é preso a esse nível. Você se torna tão intimamente ligado as suas crenças que um ataque a elas se torna um ataque a você.

Coragem (courage) - O primeiro nível de força real. É aqui que você começa a ver a vida como desafiante e emocionante ao invés de opressora. Você começa a ter um pequeno interesse em crescimento pessoal porém nesse nível você provavelmente chama isso de outra coisa : aumentar habilidades, melhorar curriculum, educação, etc. Você começa a ver seu futuro como uma melhoria sobre o passado ao invés de simplesmente a continuação do mesmo.

Neutralidade (neutrality) - Posso descrever esse daqui com a frase: “viva e deixe viver”. É flexível , relaxado e solto. O que acontece, acontece. Você não tem nada para provar. Você se sente seguro e lida bem com outras pessoas. A grande quantidade dos empreendedores estão nesse nível. É realmente um lugar muito confortável. Também é o nível da complacência e da preguiça. Você está cuidando das suas necessidades mas você não pega muito pesado no batente.

Complacência (willingness) - Agora que você está seguro e confortável, você começa a usar sua energia de maneira mais eficiente. Só viver e deixar viver não é mais o suficiente. Você começa a se preocupar em fazer um bom trabalho – na verdade, o melhor que você puder. Você pensa sobre gerenciamento do tempo e produtividade além de começar a se organizar, coisas que não eram tão importantes quando você estava no nível da Neutralidade. Pense nesse aqui como o nível do desenvolvimento da força de vontade e da auto-disciplina. As pessoas daqui são os “soldados” da sociedade: eles fazem as coisas bem e não reclamam sobre quase nada. Se você está na escola provavelmente você é realmente um bom aluno : estuda seriamente e organiza bem seu tempo para estudar. É exatamente aqui que sua consciência se torna mais organizada e disciplinada.

Aceitação (acceptance) - Aqui acontece um movimento poderoso de energias e você acorda para as possibilidades de se viver proativamente. No nível da complacência você se torna competente e aqui você quer colocar suas habilidades para fazer algo bom. É aqui que você define e alcança metas. Eu não gosto do termo ‘Aceitação’ que o Hawkins usou aqui, mas aqui basicamente quer dizer que você começa a aceitar sua responsabilidade pelo seu papel no mundo. Se algo não está certo na sua vida (sua carreira, saúde, relacionamento, etc), você define o fim que quer que isso tenha e o muda. Você começa a ver a “grande figura” da sua vida mais claramente. Esse nível leva muitas pessoas a mudar de trabalho, começar um novo negócio ou até mesmo mudar sua dieta.

Razão (reason) - Aqui você transcende os aspectos emocionais dos níveis abaixo deste e começa a pensar mais claramente e racionalmente. Hawkins define esse como o nível da medicina e da ciência. O modo que eu vejo isso é que, quando você alcança esse nível, você se torna capaz de usar suas habilidades racionais (relativas a raciocínio) no seu potencial máximo. Aqui você tem a disciplina e a pró-atividade para explorar por completo suas habilidades naturais. Você chegou no ponto onde você diz : “Wow. Eu posso fazer tudo isso, e eu sei que eu posso colocar isso em um bom uso. Então qual é o melhor uso para os meus talentos?” Você olha ao redor do mundo e começa a fazer contribuições significativas para o mesmo. E no fim, de forma bem elevada esse é o level do Einstein e do Freud. É muito óbvio que a maioria das pessoas nunca chega nesse nível mesmo vivendo por muito tempo.

Amor (love) - Eu não gosto do título que Hawkins dá para este nível pois o mesmo não é sobre a emoção do amor. É amor incondicional, um entendimento permanente sobre sua conexão com tudo que existe. Pense em compaixão. No nível da razão você vive em serviço do seu cérebro. Mas isso eventualmente se torna um beco sem saída pois você cai na armadilha do excesso de intelectualização (pra quem conhece Freud mais a fundo pode-se concluir que ele caiu nessa armadilha, e ficou preso nela). Você vê que precisa de um contexto maior do que apenas pensar para sua própria consciência. No nível do amor você coloca sua cabeça e todos os seus talentos e habilidades no serviço do amor (não as suas emoções, mas sim seu senso maior do que é certo e errado – sua consciência). Eu vejo esse nível como o estado em que você realiza seu verdadeiro propósito. Suas motivações nesse nível são puras e incorruptíveis pelos desejos do ego. É aqui o estado do serviço para a humanidade. Pense em Gandhi, Madre Teresa, Dr. Albert Schweitzer. Nesse nível você também começa a ser guiado por uma força maior do que você. É um sentimento de se deixar levar. Sua intuição se torna extremamente ‘forte’. Hawkins diz que esse nível é alcançado apenas por uma em 250 pessoas durante todo o seu tempo de vida.

Alegria (joy) - É um estado de felicidade penetrante e inabalável. É o nível dos santos e dos mais ‘avançados professores de espiritualidade’. Só de estar perto de pessoas nesse nível faz com que você se sinta incrível. Nesse nível a vida é totalmente guiada pela intuição e sincronicidade (as coisas começam a acontecer por relação de significado). Não existe mais a necessidade de declarar metas ou de criar planos detalhados – a expansão da sua consciência permite que você opere sobre um nível muito mais elevado. Uma experiência de quase morte pode temporariamente (e quase sempre faz) deixar você nesse nível.

Paz (peace) - Total transcendência. Hawkins diz que esse nível só é alcançado por uma pessoa em 10 milhões.

Iluminação (enlightenment) - O maior nível da consciência humana, onde a humanidade  se une com a divindade. Extremamente raro. É o level do Krishna, Buddha e até mesmo Jesus. Só o fato de pensar sobre pessoas desse nível pode fazer com que você aumente seu nível de consciência. É aqui que acontece o estado da “Consciência Elevada” tão bem conhecido como “Super Consciência”. Você vê o mundo como ele realmente é. Indescritível.

Bem, acabou. Eu não espero que você aceite tudo acima como verdade e sim pelo menos considere esse modelo como válido de reflexão. Não só pessoas mas também objetos, eventos e sociedades completas podem ser rankeadas sobre esses níveis. Dentro de sua própria vida, você provavelmente pode observar que algumas partes dela estão em níveis totalmente diferentes do que outras, mas você deve ser capaz de identificar seu atual nível padrão. Você pode estar no nível da neutralidade mas ainda assim ser viciado em fumar (nível do desejo). Os níveis mais baixos que você encontra dentro de você vão servir como resistência para seu crescimento. Mas você também vai encontrar níveis elevados na sua vida. Você pode estar no nível da aceitação porém pode ter acontecido algo que te deixou realmente inspirado e te levou por um tempo à um nível maior. Pense sobre as maiores influencias da sua vida agora. Quais aumentam seu nível de consciência? Quais abaixam?



Fonte:

http://worldgarbage.wordpress.com/2012/10/03/aprendendo-a-conhecer-sua-consciencia/

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...