domingo, 15 de maio de 2011

Amor-próprio


Quando comecei a me amar de verdade, pude reconhecer que a dor emocional e o sofrimento são apenas avisos para eu não seguir vivendo contra minha própria vontade.

Hoje eu sei que isso se chama:
SER AUTÊNTICO

Quando comecei a me amar de verdade, entendi o quanto uma pessoa podia ficar constrangida quando eu impunha meus desejos a ela, mesmo sabendo que não era a ora certa e que a pessoa em questão não estava disposta a isso, inclusive quando essa pessoa era eu.

Hoje sei que isso se chama:
AUTORRESPEITO


Quando comecei a me amar de verdade, parei de ansiar por outra vida, e pude enxergar que tudo ao meu redor era um incentivo ao meu crescimento.

Hoje sei que isso se chama:
MATURIDADE

Quando comecei a me amar de verdade, entendí que sempre estou no lugar certo e na hora certa, e que tudo o que acontece está certo. A partir daí, pude me tranquilizar.

Hoje sei que isso se chama:
AUTORRESPEITO

Quando comecei a me amar de verdade, parei de roubar meu tempo livre e parei de ficar fazendo projetos grandiosos para o futuro. Agora faço apenas aquilo de que gosto e que me traz alegria, aquilo que amo e faz meu coração sorrir, do meu jeito e no meu ritmo.

Hoje sei que isso se chama:
HONESTIDADE

Quando comecei a me amar de verdade, libertei-me de tudo o que não era saudável para mim. Libertei-me de comidas, pessoas, coisas, situações e, principalmente daquilo que me puxava para baixo, para longe de mim mesmo.
No começo eu chamava isso de "egoísmo saudável".

Hoje sei que isso se chama:
SER SIMPLES

Quando comecei a me amar de verdade, recusei continuar vivendo no passado e me preocupando com o futuro.
Agora vivo apenas nesse instante, onde TUDO acontece.

Assim hoje vivo todos os dias e chamo isso de:
COMPLETUDE

Quando comecei a me amar de verdade, reconhecí que meu pensamento pode me deixar triste e doente. Quando estimulei as forças do meu coração, a razão encontrou um parceiro importante.

Hoje chamo essa ligação de:
SABEDORIA DO CORAÇÃO

Não precisamos mais temer conflitos, discussões e problemas conosco e com os outros, pois até as estrelas chocam-se umas com as outras, às vezes, e novos mundos surgem.

Hoje sei que:
ISTO É A VIDA


Charles Chaplin

Diretor, autor, comediante e compositor em seu aniversário de 70 anos, em 16 de Abril de 1959. 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...