sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Diamante Negro e Lapidado



Vou escrever sobre o diamante negro, não o chocolate, mas a pedra preciosa. Isso por dois motivos simples: o primeiro é que o diamante (quase transparente) e o carvão (negro) possuem a mesma composição, o carbono. O segundo que todo diamante, ao ser encontrado, precisa ser lapidado para brilhar mais.

Mas se carvão e diamante são de composição semelhantes, por que são diferentes?

A resposta é simples: no diamante as moléculas estão em ordem, no carvão não. Devida a tamanha ordem da disposição das moléculas, as quais se movem na mesma direção, o diamante possui a maior dureza natural e permite a passagem da luz. Já o carvão, por ter uma disposição molecular desordenada, onde as moléculas se movimentam em direções distintas, é frágil e não permite a passagem da luz.

Acredito que aqui está o primeiro recado de Deus para nós!

Nossa vida, as moléculas que compõem nossa história, nosso dia a dia, nossas responsabilidades, as diferentes dimensões que constituem nossa vida, estão em ordem?

Estão no devido lugar?

Estão na mesma direção?

Muitas vezes permitimos que as diversas áreas de nossas vidas estejam fora do lugar e em direções diferentes.

Isso acontece quando se trabalha de mais, deixando de ter no trabalho um meio de sustento para uma razão de existir; quando um namorado (a) passa a ser o centro da vida do outro, substituindo família, amigos, fé e tantas outras coisas; quando algo saudável, como tomar uma taça de vinho, jogar videogame ou responder recados no orkut se torna algo essencial, um vício; quando, com 24h por dia, sete dias na semana, não temos tempo para uma oração bem feita com o coração. Isso acontece quando nossa fé está numa direção, mas nossos estudos, vida afetiva, familiar, profissional, estão cada um em direções diferentes.

Se as coisas estão fora do lugar, em direções diversas, perdemos a transparência e a dureza do diamante.

Sem isso, não resistimos às dificuldades da vida, somos frágeis como o carvão.

Sem luz, não refletimos nada, não transmitimos nada.

Agora, ao diamante, não basta ser diamante, ordenado, é preciso ser lapidado!

Ao ser encontrado, o diamante está envolvido de impurezas e imperfeições que precisam ser removidas para que ele brilhe mais e sua superfície seja lisa.

Há pessoas que possuem suas vidas completamente ordenadas, mas não se reconhecem envolvidas nas imperfeições e impurezas próprias da sociedade em que se encontram. Sem essa humildade e reconhecimento, possuem seu brilho ofuscado.

Deus quer de nós essa ordem que nos dá fortaleza diante da vida.

Quer essa transparência que revela ao mundo que somos sua imagem e semelhança.

Mas Ele quer também que, com humildade, reconheçamos que precisamos ser lapidados, que as impurezas e imperfeições precisam ser dia a dia removidas, às vezes no sacrifício do esforço, mas com a recompensa do brilho e da luz.

Coloque as coisas no lugar! Coloque toda sua vida na direção de Deus! E por mais que ao se olhar você só perceba a sujeira, saiba que todo diamante, ainda que negro pelas impurezas, brilha ao ser lapidado. Deixe-se lapidar pelo Espírito de Deus!

Com alegria,

Marconi Ferreira

Fonte:
tlc org br
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...